CANAIS DIRETO DE ATENDIMENTO

1 Envie seu e-mail pelo formulário de contato. Clique aqui!
2 Atendimento por telefone.
(83) 33412299
3 Chat on-line.
Clique aqui!

Antes de entrar em contato recolha todos os dados necessários da sua dúvida. Agradecemos seu contato!

HORÁRIOS DE ATENDIMENTO

Seg. à Sex. de 08h às 12h e 13h às 17h.
Sábados, Domingos e Feriados toda solicitação deverá ser enviada pelo e-mail contato@cintedi.com.br.

EFETUOU CADASTRO E ESQUECEU SUAS CREDENCIAIS?

Grupos de Trabalhos


A Educação Ambiental como uma dimensão da educação e atividade intencional da prática social, deve imprimir ao desenvolvimento individual um caráter social em sua relação com os bens naturais e com os outros seres humanos. Nesse sentido, ao promover o respeito à diversidade e a relação do ser humano com o ambiente e com os outros seres humanos, a Educação Ambiental se insere na perspectiva da Educação Inclusiva.
Coordenadoras: Profa. Maria Gorete Cavalcante Pequeno; Profa. Monica Maria Pereira da Silva

O presente GT tem como objetivo discutir, com os participantes, temáticas relacionadas às novas Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação-TDICs, na atual sociedade, também denominada Sociedade do Conhecimento, e seus desdobramentos para o exercício pleno da cidadania. Nesse sentido, pretende-se socializar preocupações comuns sobre a falta de acesso a essas novas tecnologias e que papel pode desempenhar a Educação no processo de Inclusão Digital. Inclusão esta que se torna fundamental para a democratização do conhecimento, do acesso e do uso de tais tecnologias que possibilitará o exercício pleno da cidadania.
Coordenadoras: Profa. Marta Lúcia de Souza Celino; Profa. Lúcia Serafim; Profa. Antônia de Araújo Farias

Teorias de currículo. Políticas e diretrizes curriculares nacionais para a Educação Básica. Planejamento curricular. Temas culturais em educação. Formação docente. Propostas curriculares numa perspectiva de educação inclusiva.
Coordenadoras: Profa. Francisca Pereira Salvino; Profa. Vagda Gutemberg Rocha

Dislexia; Discalculia; Disortografia, Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade; Altas Habilidades e Fracasso escolar na perspectiva sócio-histórica. Possibilidades de diagnóstico e tratamento das dificuldades de aprendizagem. Atuação dos professores no enfrentamento às dificuldades de aprendizagem.
Coordenadoras: Profa. Diana Sampaio; Profa. Livânia Beltrão

Os Conteúdos e as práticas da Educação Infantil. As crianças e as infâncias na contemporaneidade. As culturas infantis nos diversos espaços e na mídia. As Artes e a Educação Infantil.GT: Educação Especial.
Coordenadora: Profa. Rosemary Melo, Profa. Senyra Martins Cavalcanti

História da Educação Especial; A formação de professores para o Atendimento Educacional Especializado - AEE; Políticas Educacionais de acessibilidade. Desafios enfrentados pelos alunos com deficiência, transtornos globais de desenvolvimento e com altas habilidades na escola regular. O papel da família frente ao processo de inclusão escolar e social das pessoas com deficiência. Deficiência e Gênero.
Coordenadores: Prof. Eduardo Gomes Onofre; Profa. Adenize Queiroz Farias; Profa. Luciana Maria de Souza Macêdo.

Esse GT pretende recepcionar trabalhos que abordem a questão do aluno surdo em sala de aula; as possíveis dificuldades que este possa enfrentar quanto ao aprendizado do conteúdo ministrado; os desafios enfrentados pelos docentes para com esses alunos; como adaptar a metodologia de forma a atender eficazmente a esse tipo de aluno e qual a importância de fazê-lo sentir-se incluído no ambiente acadêmico. Também, abordaremos as questões do bilinguismo.
Coordenadores: Profa. Lígia Pereira; Nehemias Nasaré Lourenço

Este grupo de trabalho tenciona recepcionar propostas de pesquisas, estudos e reflexões de relatos de experiências em torno das relações raciais na perspectiva das temáticas africanas e afrobrasileira. Nossa proposta é discutir a partir de metodologias de ensino, livro didático, currículo escolar, políticas educacionais articuladas à formação docente na Educação Básica e na Educação Superior.
Coordenadoras: Profa. Margareth Maria de Melo; Profa. Patrícia Cristina Aragão Araújo:

A compreensão de que a educação formal deve se constituir como espaço privilegiado para o respeito aos direitos humanos, vivência da diversidade e da cidadania, tem suscitado cada vez mais a necessidade de inserir e aprofundar as discursões a respeito do tema da inclusão em seus diversos aspectos. Apesar de alguns esforços que vem sendo empreendidos no sentido de articular à temática da inclusão as discursões relacionadas à gênero e diversidade sexual, percebe-se ainda a existência de uma lacuna desses estudos nos cursos de formação docente. Talvez a ausência tenha entre outros motivos, a forte presença de preposições excludentes nos conceitos utilizados pelas diversas teorias ou disciplinas para pensar identidades sexuais e de gênero. Assim, este GT tem como proposta discutir questões de gênero e diversidade sexual, articulado com o discurso da inclusão, seja nos espaços formais ou informais de educação.
Coordenadoras: Profa. Elvira Bezerra; Profa. Kelli Faustino do Nascimento.

O presente GT tem como objetivo dialogar com educadores e alunos, futuros docentes, sobre as políticas educacionais no contexto do capitalismo atual, direcionadas à gestão do trabalho na escola e a formação docente.
Coordenadores: Maria das Graças Ferreira de Lima , Antônia de Araújo Farias

Recebe trabalhos com relatos de experiências, pesquisas em andamento ou concluídas atreladas à educação escolar e não escolar, resultantes de projetos de extensão, pesquisa, grupos de estudos, envolvendo as temáticas: visão contemporânea da velhice/envelhecimento; biopolítica e envelhecimento (ações e discursos que se exerce sobre a pessoa idosa, visando à aquisição de modos de ser e agir socioculturalmente desejados); educação e aprendizagens ao longo da vida; linguagens, diálogo e socialização da pessoa idosa (lugares públicos, relacionamentos familiares e (inter)geracionais, interação cuidador-idoso(a)); educação e formação de atitudes de respeito às pessoas idosas; inclusão digital e envelhecimento.
Profa. Almira Lins de Medeiros; Profa. Zélia Maria de Arruda Santiago

Estudo do desenvolvimento integral do psiquismo humano e das contribuições da educação escolar para esse desenvolvimento. O significado do trabalho educativo para a formação dos indivíduos. O desenvolvimento das funções psicológicas superiores e sua importância para a teoria e prática pedagógicas.
Profa. Maria da Guia Rasia.

O GT objetiva reunir professores/as, estudantes e pesquisadores/as interessados em discutir e problematizar a proposta de “Educar para a Diversidade” como instrumento de fortalecimento de direitos, de valores capaz de fomentar o respeito a diferença e o combate a desigualdade social. Desse modo, acolherá os interessados em apresentar resultados de estudos voltados para a implementação da proposta, em todos os níveis da educação, e seus reflexos na formação docente, currículo, metodologias e práticas educativas indispensáveis à consecução de uma educação efetivamente inclusiva. Contemplará também estudos voltados para a base legal pertinente (leis, diretrizes, parâmetros e planos) e as políticas públicas que objetivam a efetivação de direitos, a promoção da igualdade e da dignidade humana.
Coordenadora: Profa. Cristiane Nepomuceno

A Educação Popular com propósitos de fomentar a discussões e construção de conhecimento ancorado na práxis educativa crítica. Tendo em vista o compromisso social da Educação, em especial sua contribuição com as possibilidades de emancipação humana nas relações com seu contexto sócio-histórico na sociedade contemporânea. Além de fundamentar trabalhos a serem desenvolvidos no ensino, na pesquisa e na extensão. Essa perspectiva contempla educação e sociedade, problemas da sociedade contemporânea, dimensão teórica e prática da Educação Popular, o pensamento de Paulo Freire, subjetividade e cultura, movimentos sociais, universidade popular, pesquisa e extensão popular.
Dra. Nelsânia Batista da Silva

O GT se propõe a acolher trabalhos frutos de pesquisas e de experiências pedagógicas que problematizem os seguintes temas: Inclusão em EJA; Educação Popular; Alfabetização e Letramento em EJA; Processos de Leitura e Escrita em EJA; Políticas Públicas Educacionais em EJA; Formação Docente, Práticas Educativas e Processos de Ensino-Aprendizagem em EJA; Currículo e EJA; Avaliação em EJA; Estudos Culturais em EJA; Didática em EJA.
Coordenadores: Profa. Dra. Valdecy Margarida da Silva / UEPB; Profa. Dra.Elizabete Carlos do Vale / UEPB; Profa. Dra. Roziane Marinho Ribeiro / UFCG; Profa. Dra. Ana Cristina Silva Daxenberger / UFPB

Este GT tem como propósito discutir, conhecer e refletir sobre relatos de experiências, resultados de pesquisa ou pesquisas em andamento, estudos científicos, contemplando questões relativas aos seguintes temas: a relação entre a educação e inclusão social nas práticas educativas; educação, inclusão social e direitos humanos das pessoas privadas de liberdade; inclusão social e direitos humanos do idoso; conhecimento a partir de pesquisas que envolvam a questão étnica, isto é a relação entre inclusão social e diversidade cultural de negros, quilombolas, indígenas e ciganos.
Coordenadoras: Maria Lindaci Gomes de Souza; Maria Aparecida Barbosa Carneiro

No Brasil, as desigualdades sociais são históricas e as políticas educacionais são constituídas com o objetivo de erradicar ou diminuir as distancias sociais fundamentadas na garantia de acesso e da elevação do grau de escolaridade da população excluída, mormente aquelas pertencentes a específicos grupos étnicos, de geração e de gênero. Pretende-se promover debates acerca das políticas instituídas no Brasil, este GT receberá pesquisas concluídas ou em andamento.
Coordenadoras: Profa. Ivonildes Fonseca; Izandra Falcão Gomes.

O presente GT tem como objetivo refletir, com os participantes, temáticas relacionadas à leitura, escrita e literatura infantil identificadas no contexto escolar, como forma de socializar, tanto dificuldades e preocupações usuais pertinentes a prática pedagógica do (a)s professore(a)s, como práticas comprometidas com a qualidade do ensino. Destina-se a professores e profissionais da Rede Pública e Particular de Ensino, Estudantes de Pedagogia e de outras licenciaturas interessadas na temática.
Coordenadoras: Profa. Maria José Guerra; Profa. Maria do Socorro Moura Montenegro

Embora, tenhamos uma quantidade significativa de pesquisas na área de Educação Inclusiva de um modo geral, há ainda muita timidez dessa na área de Ensino de Ciências e Educação Matemática, especialmente no Brasil. Nos programas de mestrado e doutorado desta última é muito raro encontrarmos pesquisas com foco em Educação Inclusiva. Todavia, aproximadamente nos últimos 5 anos, observamos um maior interesse dos pesquisadores brasileiros, doutores e candidatos a mestrado e doutorado, desse campo, em Educação Inclusiva, o que indica então boas perspectivas de futuro. Assim, nesse, GT, faremos um estado da arte da pesquisa brasileira em Educação Inclusiva na área de Ensino de Ciências e Educação Matemática, trazendo também o cenário internacional e apontando desafios e perspectiva de futuro, sendo bem-vindo pesquisas em andamento ou concluídas nessa temática.
Coordenadores: Prof. Dr. Silvanio de Andrade, Profa Dra Marcia Adelino da Silva Dias, Prof. Dr. Marcos Antônio Barros, Prof. Dr. Francisco Ferreira Dantas Filho, Profa Dra Filomena M. Gonçalves Moita.

TOP

A wonderful serenity has taken possession of my entire soul, like these sweet mornings of spring which I enjoy with my whole heart. I am alone, and feel the charm of existence in this spot, which was created for the bliss of souls like mine.

I am so happy, my dear friend, so absorbed in the exquisite sense of mere tranquil existence, that I neglect my talents. I should be incapable of drawing a single stroke at the present moment; and yet I feel that I never was a greater artist than now.

When, while the lovely valley teems with vapour around me, and the meridian sun strikes the upper surface of the impenetrable foliage of my trees, and but a few stray gleams steal into the inner sanctuary, I throw myself down among the tall grass by the trickling stream; and, as I lie close to the earth, a thousand unknown plants are noticed by me: when I hear the buzz of the little world among the stalks, and grow familiar with the countless indescribable forms of the insects and flies, then I feel the presence of the Almighty, who formed us in his own image.

Duis dictum tristique lacus, id placerat dolor lobortis sed. In nulla lorem, accumsan sed mollis eu, dapibus non sapien. Curabitur eu adipiscing ipsum. Mauris ut dui turpis, vel iaculis est. Morbi molestie fermentum sem quis ultricies. Mauris ac lacinia sapien. Fusce ut enim libero, vitae venenatis arcu. Cras viverra, libero a fringilla gravida, dolor enim cursus turpis, id sodales sem justo sit amet lectus. Fusce ut arcu eu metus lacinia commodo. Proin cursus ornare turpis, et faucibus ipsum egestas ut. Maecenas aliquam suscipit ante non consectetur. Etiam quis metus a dolor vehicula scelerisque.

Nam elementum consequat bibendum. Suspendisse id semper odio. Sed nec leo vel ligula cursus aliquet a nec nulla. Sed eu nulla quam. Etiam quis est ut sapien volutpat vulputate. Cras in purus quis sapien aliquam viverra et volutpat ligula. Vestibulum condimentum ultricies pharetra. Etiam dapibus cursus ligula quis iaculis. Mauris pellentesque dui quis mi fermentum elementum sodales libero consequat. Duis eu elit et dui varius bibendum. Sed interdum nisl in ante sollicitudin id facilisis tortor ullamcorper. Etiam scelerisque leo vel elit venenatis nec condimentum ipsum molestie. In hac habitasse platea dictumst. Sed quis nulla et nibh aliquam cursus vitae quis enim. Maecenas eget risus turpis.